O sorriso do tempo

time

Texto: Jair Oliveira

Acreditamos muito na sensação de que controlamos o Tempo.

Nesta ilusão idiota, fingimos que o dominamos ao imaginar que o temos sempre devidamente aprisionado em nossos pulsos, em nossas paredes e em nossos telefones móveis “inteligentes”.

Os números rodam impiedosa e incessantemente, e mesmo assim nos convencemos de que temos as horas, os minutos e os segundos sob controle. Adiamos carinhos, postergamos cuidados, atrasamos sorrisos, tudo na certeza de que vai dar tempo. Ou que TEREMOS tempo para tudo. Pessoas vivem convictas de que têm tempo de menos ou tempo de sobra.

Todos TEMOS tempo sem notar que, na realidade, é o Tempo que nos tem presos a seu pulso.

E ele pulsa. Sem parar, pulsa; com uma agilidade que nos impressiona e fragiliza. Constatamos, porém, que ninguém tem nada do tempo a não ser o tanto que dele se aproveita. E se não temos o poder de controla-lo, ao menos conseguimos ter a escolha do que fazer com o pouco tempo que o Tempo nos concede nesta vida.

É… Ninguém tem tempo; o Tempo é que nos tem a todos.

Ele passa rápido e não se detém por absolutamente nada. Passa…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: