Óperas na madrugada

coragem

Texto:  Mo Amorim

eu não ligo pra número do mesmo jeito que ligo pra estrelas. eu prefiro sempre as estrelas, o sonho à lucidez. não dá pra negar que ainda me sinto uma menina de dezessete: viva e fresca por dentro, nos sonhos e nas minhas verdades. talvez exista mais motivos para Mercedes Sosa ter cantado tantas vezes ”volver a los 17” em shows para velhos incríveis… cabe confessar que não ligo para o fato da vida não ser assim tão emocionante quando esperamos que ela seja o máximo. e não há atalhos para a felicidade. é preciso atravessar cada porta, uma de cada vez. descascar as cascas que nos puseram. e mesmo que não queiramos, algumas situações nos expulsam. a única coisa de honesto que posso fazer é atravessar o caminho sob meus pés. e só quando eu piso é que ele se faz. gosto de ouvir óperas enquanto a madrugada me abraça, calma, gelada e perfeita. e só quem ama madrugadas pode entender o que digo agora. eu respiro fundo quando vejo uma cena bela, respiro pra não desidratar, porque tudo me emociona. assim como um beijo bem dado e demorado. assim como uma declaração de amor sob o luar. e pra terminar, eu admito que tenho feito planos, porque todo ferrado, você sabe, meu amor, precisa de um. sim, eu preciso ser justa comigo e me cuidar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: